Mensagem do Dia

24/10/2017 - Nossos jovens....

Quando observamos jovens saindo das escolas, burlando a vigilância e as normas, tomarem de assalto os ônibus, sentando-se enquanto idosos ficam em pé; quando vemos adolescentes gritarem nas ruas, pensamos: O mundo está perdido.
Que se poderá esperar do futuro quando os cidadãos não se respeitam uns aos outros?
Que profissionais serão os que teremos, logo mais, no mercado, assim violentos e egoístas?
Quando vemos, nas madrugadas, jovens em bares ruidosos, onde circula a bebida alcoólica e a conversa menos digna, pensamos: Que mundo sem esperança teremos no amanhã.
Tal visão é, em verdade, muito pessimista. Em razão de alguns, consideramos o todo.
Esquecemos de olhar para outros jovens que são exemplos de desprendimento e ousadia moral.
Lemos, em revista internacional, a respeito de uma jovem inglesa que, aos 16 anos, tomou conhecimento dos campos da morte do Camboja e fez circular, na real academia de música, de Londres, onde estudava música, um abaixo-assinado sobre a crise.
Não estamos fazendo o bastante, dizia às colegas.
Um dia, uma delas lhe falou: Por que você não para de reclamar e toma uma atitude?
Ela tomou. Foi ao Camboja. Seu objetivo: tocar seu violino em nome da paz.
Aos 18 anos, sozinha, foi para a capital cambojana, após muita dificuldade para conseguir os vistos de entrada no país.
Visitou zonas de guerra. Visitou orfanatos e hospitais. Viu árvores que cresciam dentro de casas abandonadas.
Voltou a Londres, estudou a língua do Camboja e, aos 19 anos de idade, retornou ao Camboja.
Queria ajudar a aliviar o sofrimento que via. Ofereceu-se para lecionar num programa de terapia musical para feridos na guerra.
Em 1994, fundou uma escola para crianças órfãs e deficientes. Algumas estavam tão traumatizadas que demoravam semanas para esboçar alguma reação.
Mesmo com as bombas riscando o céu da cidade, as aulas continuavam.
Em meio a farrapos de corpos, crianças em cadeiras de rodas, portadoras de poliomielite, sem pais, ela continuava, ensinando-as a cantar, a tocar.
* * *
Emm 1998, Catherine Geach, organizou um concerto para que sete alunos levassem para a Europa a música do Camboja.
Enquanto existirem almas como a de Catherine, no mundo, a Terra prosseguirá na sua marcha pelo progresso maior, alcançando a paz, logo mais.

Redação do Momento Espírita, com base no artigo A música da esperança, publicado em Seleções Reader´s Digest, de maio de 1999.

<<<123456>>>

Star89 Notícias

89 Notícias

StarSiga-nos

StarContato

SMS FM89
Whatsapp FM89

(47) 9286-8989

Envie sua mensagem de texto e participe da melhor programação.

Fone do Ouvinte:
(47) 3633 6789

|

Depto. Comercial:
(47) 3633 4985

StarAgenda